Granada é uma das cidades mais lindas que eu já visitei. Os espanhóis a chamam de “Joia da Coroa”. Suas praças, parques, palácios, monumentos, igrejas, levam a um passado rico, que nos remete a  história das Américas.

Em Granada estão enterrados os reis católicos : Isabel de Castela e Fernando de Aragão.

Isabel a Católica, como era conhecida, foi quem financiou a expedição de Cristovan Colombo e que resultou no descobrimento América.

Mas  não é somente a história de Isabel, Colombo e descobrimento da América que podem ser vistas em Granada. A sua maior  atração, no meu entender, é o Castelo de Allambra,

Situado na parte alta  o Castelo Allambra, dá a impressão de dominar toda a cidade, com sua majestosa beleza  e vistas estonteantes. Lá do alto, a visão de Granada é absurdamente maravilhosa.

Conhecer Allambra era um sonho de criança, no entanto foi a cidade de Granada, como um todo, que conquistou meu coração.

Um bom lugar para pessoas maduras, sejam mulheres ou homens se hospedarem é próximo a Catedral de Granada

Fiquei hospedada no coração de Granada, próximo a Catedral e aos principais pontos turísticos, no entanto, posso dizer que a cidade por si só é um ponto turístico.

Apesar, como mencionei anteriormente, a maior atração ser o Castelo de Allambra, Granada, para mim, tem como ponto culminante a sua culinária riquíssima, a qual  pode ser comprovada em qualquer bar ou restaurante que você decida comer.

Os bares e restaurantes, além de charmosos, servem, de graça, os famosos “tapas”, no momento que você pede uma taça de vinho, ou uma cerveja. Confesso eu nunca comi tantas “comidinhas” deliciosas como em Granada, e posso garantir se você é um viajante maduro, vai amar.

Os “tapas” de Granada são melhores, na minha opinião, que os de Madrid, Sevilha, Cadiz, Barcelona. Amigos, é sem comparação.

Granada é uma cidade para se visitar pausadamente, no entanto tive, somente, 5 dias para conhecer essa belíssima cidade.

Meu primeiro passeio foi fazer um city tour. Aliás essa é uma sugestão que faço para qualquer viajante, seja homem, mulher, maduro, sozinho ou não em sua primeira visita a qualquer cidade.

Esse tour é feito não por aqueles ônibus vermelhos tão comuns nas cidades européias, mas por um charmoso “trenzinho”, daqueles que parecem coisa de criança.

Mas não se enganem o condutor é muito mal humorado, tal e qual um professor rabugento, briga o tempo todo com os passageiros.

Acho interessante fazer um city tour quando se tem pouco tempo, pois dessa forma acaba-se tendo uma noção da cidade e dos seus principais pontos históricos.

 

O que não pode deixar de ser visto em Granada – 6 lugares imperdíveis para qualquer viajante, seja você maduro, mulher, homem, sozinho, solteiro, com amigos, com família

 

castelo-allambra1- Castelo de Allambra – Compre o ingresso via internet. Planeje sua viagem com antecedência, pois o ingresso deverá ser comprado com pelo menos 2 meses de antecedência. É a atração mais procurada e os ingressos não são vendidos na hora. Leia mais sobre Allambra. http://www.alhambra.info/

2- Mirador de San Nicolas – vá ao entardecer e assista o por do sol, num restaurante que fica bem embaixo do Mirador: Restaurante Balcón de San Nicolás .

 

 

 

 

 

 

Nele você observa o por do sol tranquilamente, sem a muvuca  existente no Mirador, e posso garantir:  a visão do restaurante é muito melhor. Cabe aqui uma observação: apesar de ser muito romântico é um passeio ideal para qualquer tipo de viajante: homem, mulher, maduro, sozinho, com amigos, com família, ou jovens.

3- Catedral de Granada e Capela Real –  A Catedral de Granada está no meio de ruelas e becos desembocando numa Praça perfumada por especiarias, isso porque  ao redor você encontra várias banquinhas que vendem todos os tipos de temperos.

Além dos temperos é possível apreciar os espetáculos dos muitos artistas de ruas, bem como as lojas de souveniers,  de roupas,  de acessórios e  as inúmeras joalherias. Realmente tudo isso é um verdadeiro deleite para os olhos.

Ao lado da Catedral, encontra-se a Capela Real, que por 5  euros é possível visitar o túmulo dos reis católicos Fernando e Isabel. No valor da entrada está incluso o audio-guia. Se você quiser pode comprar seus ingressos antecipados https://www.getyourguide.com.br

 

 

 

 

 

 

 

 

4- Tapas – Como já mencionei, em qualquer bar ou restaurante que você visita, ao pedir uma taça de vinho ou uma cerveja, você recebe, como “brinde”,   deliciosos e fartos “tapas”. Sim, fartos, você pode passar o dia e a noite inteira bebendo e comendo e só pagando a bebida. Cá entre nós, uma delícia para qualquer viajante

Aonde encontrar esses bares e restaurantes?

Você encontra esses bares e restaurantes por toda a cidade. Não há um lugar específico, todos são bons. Sugestão, cada dia ou noite visite um e depois faça a comparação.

 

5- Comer, pelo menos 1,  Pionono – Esse é o doce típico de Granada. Delicioso.!!!

O local mais famoso é o Rey Fernando. Todos os dias que estive na cidade, comi pelo menos 1 pionono. Cabe aqui ressaltar, existe pionono em outras cidades espanholas, mas o original e mais gostoso é o de Granada.

 

 

 

6- Perder-se pelas ruas e becos da cidade e aproveitar da alegria e hospitalidade dos granadenses. Se existe uma cidade no mundo com um povo alegre e hospitaleiro, essa cidade é Granada.

Perca-se na cidade, entre nos becos, visite as ruelas e praças, caminhe sem direção e aproveite da beleza, da alegria, da hospitalidade e da comida saborosa e farta de Granada. Não se preocupe com os pontos turísticos, viva a cidade

 

 

Onde hospedar-se em Granada

Minha sugestão de hospedagem, para qualquer cidade da Europa , é sempre nos centros históricos e próxima a bares e restaurantes. Locais onde você possa acessar os principais pontos turísticos caminhando e curtindo a cidade.

Normalmente as hospedagens nesses locais são um pouco mais caras do que as que estão mais distantes, mas no final compensa, pois não é necessário táxi para ir aos pontos turísticos ou mesmo almoçar e jantar nos restaurantes mais recomendados.

Eu fiquei hospedada no Hotel Abades Recogidas , que fica muito próximo a Catedral de Granada,  no entanto vi também outros hotéis, na mesma região, os quais  pareceram atender as minhas premissas.

  • La Casa de La Trinidad
  • NH Colletion Victoria
  • NH Granada Centro
  • Meliá Granada
  • Palacio Cabrera – Lillo
  • Palacio de los Navas

 

Alguns bares e restaurantes que visitei e gostei muito:
  • Freiduria – El Pescaito de Carmela
  • Irreverente Restaurante
  • Avila II Bar, tapas
  • Bar casa Julio
  • Puerta Del Carmem
  • Rosário Varela
  • Bar Aixa
  • https://www.tripadvisor.com.br – no tripadvisor você pode encontrar os endereços.

 

Meu roteiro de 5 dias – Sugestão para mulheres e/ou homens, maduros, sozinhos e/ou com amigos, família

Dia 1 – Cheguei por volta das 12,00h, vim de Madrid para Granada de avião. A viagem dura em torno de 1,30h. Como sempre faço, fui conhecer os arredores do Hotel, ou seja situar-me na região. Aproveitei para caminhar, almoçar, conhecer as lojas de entorno e perder-me pelas ruelas e becos.

Dia 2– City tour – após o café da manhã, fui conhecer a Catedral e os seus arredores. Lembrando que em Granada existe a ciesta, ou seja das 14 as 17h tudo está fechado, então o almoço deve acontecer antes das 14h.

Após a ciesta, fiz o city-tour com parada no Mirador de San Nicolás. Super recomendo, fazer o trajeto no final da tarde e aproveitar para ver o por do sol. Após assistir o por do sol, no Restuarante Balcon de San Nicolás,  saboreando o delicioso vinho espanhol e os famosos tapas granadenses,  desci a pé até a cidade. Depois de uma caminhada (nada cansativa), mais tapas e muito vinho para fechar a noite.

Dia 3 – Castelo de Allambra – meu horário era as 14h, então após o café da manhã, e uma curta caminhada pelo centro, tomei um taxi, pois Allambra fica distante para ir a pé. Aproveitei o tempo conhecendo os jardins do Castelo antes da visitação do seu interior.

Prepare suas pernas, a visita a Allambra é longa e cansativa, mas incrivelmente linda. Após esse passeio nada mais justo que muitos tapas e vinhos para finalizar o dia intenso.

Dia 4– Perder-se pela cidade, ruelas, becos, bairro de Albacyn, Capela Real, almoço típico granadense, e a noite muito tapas e vinho.

Nesse dia, como tinha um casamento aqui no Brasil, resolvi comprar meu vestido de festa, bem como os acessórios.  Gente, um luxo: preços muito acessíveis, roupas diferentes e estilosas, acessórios incríveis.

Se você como eu, precisa de roupa de festa e está em Granada, aproveite. Sucesso garantido. Detalhe, meu vestido eu comprei na Rosa Clará.

Dia 5– Aproveitei o último almoço em Granada e fechei com chave de ouro. Comi as melhores ostras da minha vida na Freiduria- El Pescaito de Carmela, e segui viagem para Cadiz.

Espero, com meu post, ter contribuído em algo para sua viagem.

Sucesso e boa viagem.